OS TATIM E OS CUNHA
NA HISTÓRIA DE SOLEDADE
Autores: Paulo Ernani da Cunha TATIM, Ruy TATIM
e Toni JOCHEM

 

INTRODUÇÃO

          Há anos, Ruy Tatim e Paulo Ernani da Cunha Tatim, Autores desse livro, vêm se dedicando ao estudo das famílias Tatim e Cunha no Brasil. E o fizeram como integrantes das mesmas, com o objetivo de assegurar para as futuras gerações as respectivas histórias familiares.

          Para tanto, os Autores se dedicaram à pesquisa em diversas bibliotecas e arquivos entre os quais destacamos: a Biblioteca Pública do Estado do Rio Grande do Sul, o Arquivo Público do Rio Grande do Sul, o Arquivo Júlio de Castilhos, o Arquivo do Instituto Histórico e Geográfico do Rio Grande do Sul, o Memorial do Rio Grande do Sul, o Museu da Brigada Militar do Rio Grande do Sul, além de significativa bibliografia de apoio.

          Em março de 2004, fui contatado pelo co-autor Dr. Paulo Ernani da Cunha Tatim, para acompanhar o trabalho pelos dois desenvolvido. Foi quando assumi a responsabilidade de adequação do texto original, visando a sua publicação em forma de livro. A partir daí, iniciei o árduo trabalho de percorrer todos os caminhos já trilhados pelos Autores, buscando as necessárias fontes bibliográficas dos textos selecionados constantes no original que me foi entregue. Além das fontes primárias, uma vasta bibliografia foi utilizada pelos Autores sem, contudo, que fosse esgostada em quantidade e conteúdo.

          O trabalho original tem como principais personagens os progenitores João José da Cunha, casado com Eufrazina Rodrigues, e João Garcia Pinheiro, casado com Maria Leite, e estava articulado em três blocos: Família Garcia Leal; Família João José da Cunha; e dados genealógicos das respectivas famílias.

          No decorrer dos trabalhos, fui visitar os Autores para que pudessem me inteirar melhor de sua obra, ocasião em que me concederam longas entrevistas, cujo conteúdo contribuíram no complemento dos textos por eles escritos. Nessa ocasião, incentivei os Autores a escrever outro texto, detalhando aspectos do povoamento do Rio Grande do Sul e a vida cotidiana nas fazendas, de maneira que se destacasse tudo aquilo que lhes parecesse conveniente. E assim foi feito. Meses depois, recebi outro texto dos Autores sob o título de “Povoamento”.

          Este livro pode ser considerado um documentário. De linguagem simples e estilo direto, não pretende ser de natureza teórica nem aspira esgotar a história das Famílias Cunha e Tatim no Brasil. Para melhor compreensão de seu conteúdo, esse livro foi dividido em quatro partes, a saber:

          PARTE I – Processo de Povoamento do Rio Grande do Sul, Família Garcia Leal, a Gênese do Sobrenome Tatim e a Família João José da Cunha. João Garcia Pinheiro, originário da Ilha de Faial, no Arquipélago dos Açores migrou para o Brasil e fixou residência em Guaratinguetá-SP. Foi casado com Maria Leite. Entre os filhos do casal havia José Garcia Pinheiro, de quem descende JOAQUIM GARCIA LEAL, nascido em 1815. Este iniciou no comércio muito cedo, comércio esse que se resumia à compra e venda de animais. Depois de algum tempo, Joaquim se estabelece no Rio Grande do Sul, na Serra de Botucaraí, no Município de Soledade, com comércio e criação de muares, bovinos, ovinos e industrialização de erva-mate.

          Ali, Joaquim Garcia Leal contrai matrimônio com Maria do Espírito Santo. Forma, então, uma grande família, tendo vários filhos. Sendo a sua casa de comércio distante do soque de erva-mate, quando não havia fregueses, Joaquim ia para o soque de erva e uma de suas filhas, que tinha deficiência na pronúncia das palavras, ficava cuidando da casa de comércio. Quando chegava alguém, ela saía gritando “Tatim, Tatim” – não conseguindo pronunciar corretamente o nome Joaquim. O tempo foi passando e o apelido pegou, surgindo assim o sobrenome TATIM. Joaquim Garcia Leal também teve destacada atuação na Revolução Federalista. Já os “Cunha”, originários do Norte de Portugal, vieram da cidade de Aveiro. O primeiro membro dessa família a chegar ao Brasil, em 1836, João José da Cunha, se estabeleceu como comerciante no Município de Taquari-RS.

          PARTE II: A Fazenda e o Gaúcho de Soledade; O Galpão: um reduto masculino; Peão Caseiro: cura da casa e preceptor da gurizada; Agregado: o homem caboclo na fazenda; Paioleiro: um pensador dedicado à agricultura; Marmelada: o doce da fazenda; e a Fabricação do Queijo. Nesta segunda parte do livro, será possível conhecermos um pouco mais da cultura do interior gaúcho. O homem de Soledade: uma pessoa extraordinária e com fala pausada, sempre usando comparações. Como seria a vida na fazenda naquela época: quem comandava, como eram os trabalhos? E as relações familiares? Vamos encontrar ainda nesta seção: como se dava a movimentação dentro de um galpão, restrito à presença masculina; o peão caseiro, quem é essa figura que se dedica aos cuidados da residência do patrão, ao mesmo tempo em que não descuida das crianças, encarregado de lhes transmitir os famosos “não-presta”; o agregado, como afinal viviam no interior de uma fazenda aqueles que já não poderiam ser considerados negros nem brancos, no princípio de uma nova etnia, a cabocla; o paioleiro, quem, de fato, vem a ser esse homem que une à sua tarefa de cultivo da terra o exercício fundamental e nobre do pensamento; a marmelada, um doce típico das fazendas do Rio Grande do Sul; e, por fim, veremos como se dava a fabricação do queijo, processo que envolvia, desde o tirar o leite, a todas as pessoas da fazenda.

          Na PARTE III, vamos encontrar a Genealogia da Família Tatim e a Genealogia da Família Cunha. Desde aqueles, que se têm notícias, que vêm dando perpetuidade às referidas famílias, já em Portugal, passando pelos primeiros anos aqui no Brasil, até os dias de hoje.

          Por fim, a PARTE IV vai nos trazer os Anexos e a Bibliografia que auxiliaram na pesquisa que levaram os Autores a descobrirem as coisas mais interessantes e relevantes sobre as Famílias Tatim e Cunha, bem como sobre os costumes e acontecimentos históricos marcantes na história não só do Rio Grande do Sul, como do Brasil, e que estão contidas neste livro.

          Nos doze meses de trabalho dedicados à elaboração desse livro, foi nossa aspiração, através do mesmo, proporcionar aos leitores uma visão panorâmica da história das Famílias Cunha e Tatim no Brasil, salientando o rico processo histórico-cultural no qual estão inseridas. Nesta acepção, o presente livro também se torna imprescindível a quem deseja conhecer aspectos da história da Revolução de 1893, especificamente da Batalha do Boi Preto, ocorrida no Município de Palmeira das Missões, no Rio Grande do Sul.

          Atualmente, os descendentes de João José da Cunha e João Garcia Pinheiro estão espalhados por diversos Estados brasileiros, especialmente em Soledade-RS, Porto Alegre-RS, Florianópolis-SC, dentre outras cidades.

          Este livro pretende ser um grande presente a todos os descendentes de João José da Cunha e João Garcia Pinheiro interessados pela história de seus progenitores. Pretende, outrossim, contribuir para que o tempo jamais consiga apagar de nossas memórias as imagens, os feitos e os nomes daqueles que, efetivamente, construíram a bela história dessas famílias.

          Boa leitura...

Toni JOCHEM
Mestre em História pela Universidade Federal de Santa Catarina

___________________________________________________________

SUMÁRIO DO LIVRO

Apresentação............................................................................................................................11
Introdução.................................................................................................................................13

PARTE I

Processo de Povoamento do Rio Grande do Sul...........................................................................21
Família Garcia Leal....................................................................................................................25
Gênese do Sobrenome Tatim.....................................................................................................27
Família João José da Cunha.......................................................................................................33

PARTE II

A Fazenda e o Gaúcho de Soledade...........................................................................................51
O Galpão: um reduto masculino..................................................................................................59
Peão Caseiro: cura da casa e preceptor da gurizada....................................................................65
Agregado: o homem caboclo na fazenda.....................................................................................69
Paioleiro: um pensador dedicado à agricultura..............................................................................73
Marmelada: o doce da fazenda...................................................................................................75
A Fabricação de Queijo..............................................................................................................77
A Negra Catarina.......................................................................................................................79

PARTE III

Genealogia da Família Tatim......................................................................................................93
Genealogia da Família Cunha...................................................................................................113

PARTE IV

Anexos...................................................................................................................................121
Torta Tatin...............................................................................................................................165
Receitas da Culinária Campeira................................................................................................169
Poesias de autoria de João Ruy Tatim.......................................................................................173
Bibliografia..............................................................................................................................179

___________________________________________________________


OS TATIM E OS CUNHA
NA HISTÓRIA DE SOLEDADE

DESCRIÇÃO DO LIVRO:

Autores:
Ruy TATIM
              Toni JOCHEM
              Paulo Ernani da Cunha TATIM


Editora:
Edição dos Autores
Quantidade de Páginas: 184
Capa: Colorida
Miolo: Preto e Branco
Formato: 16cm x 23cm (fechado)
Mais informações:
tonijochem10@gmail.com

 

Envie para um amigo!

© Copyright Toni Vidal Jochem, 2004. Todos os direitos reservados.
toni@tonijochem.com.br